Com linguagem acessível e uso de exemplos atuais, a  2ª edição da obra “Fundamentos dos Negócios e dos Contratos Digitais“, da Thomson Reuters – Revista dos Tribunais, autoria de Patricia Peck PinheiroSandra Paula Tomazi e Antonio Alves de Oliveira Neto, se torna uma leitura  obrigatória  para  compreender  as  novas  relações  comerciais digitais, principalmente para quem deseja tornar possível a contratação de produtos e serviços de maneira sólida, efetiva e equilibrada.

(Imagem: Divulgação)
(Imagem: Divulgação)

A migração para o meio digital, bem como a integração dos canais disponíveis nas mais diversas organizações, é um movimento cada vez mais indispensável para a continuidade e crescimento das organizações na atual realidade interconectada. Trata-se de uma modificação abrangente, que transforma as operações e melhora os resultados, em avanços tão profundos que fica bastante evidente a importância do uso dos meios eletrônicos para a prestação dos serviços.

Dessa forma, a digitalização é um passo importante e um caminho sem volta para muitos setores. Mas para alcançar seu pleno desenvolvimento, é preciso pensar num formato digital desde a sua concepção, com a modernização de processos e a evolução das ideias que permeiam os negócios.

Nesse contexto, se faz relevante compreender os impactos dos contratos digitais perante a sociedade e os fundamentos jurídicos que os tornam possíveis e que garantem a segurança das relações contratuais da atualidade e do futuro. E como a expansão da digitalização das relações é contínua e permanece acelerada, o Direito precisou se adaptar às mudanças e reinventar a sua maneira de realizar os contratos de forma segura e coesa, principalmente dentro do ambiente virtual.

Conteúdo publicado originalmente no Migalhas.

Author

Write A Comment